E-mail marketing funciona?

email-marketing

No início de cada novo ano, os profissionais do marketing e da publicidade começam a pesquisar novas tendências, táticas e dicas para fazer um marketing mais eficaz durante o novo período.

Enquanto permanecer à frente, seguindo as últimas tendências, é muito importante para assimilar o progresso e a evolução do marketing digital, também é importante lembrar que algumas estratégias de marketing “antigas” ainda funcionam muito bem. Quer um exemplo? O e-mail marketing. Essa ferramenta continua a ser fundamental como estratégia de aproximação entre empresas e clientes. Na verdade, ela tem sido mais importante do que nunca.

Projeções para o e-mail marketing

De acordo com a visão de muitos analistas de marketing e observadores da indústria, as tecnologias do futuro, tais como Google Glass, smartwatches e outros dispositivos de computação portátil representarão novas maneiras de acessar o e-mail, reafirmando o que já sabemos: que o e-mail marketing está bem vivo. Conforme uma projeção da eMarketer, em 2017 serão quase 203,8  milhões de americanos com contas de e-mail. Em todo o mundo, a comunidade de usuários se expandirá de 2,4 bilhões para quase 2,8 bilhões durante o mesmo período.

Para as empresas, isso significa novas maneiras de gerenciar o seu negócio e interagir com o consumidor. Mas como e-mail marketing não é novidade para ninguém, o foco deve ser colocado sobre a sua eficácia. O e-mail marketing eficiente deve ser:

1. Mensurável

Uma das principais razões por que o e-mail marketing funciona é que todas as ações realizadas podem ser medidas com grande precisão. A capacidade de medição oferecida por este canal permite que se defina metas e se verifique posteriormente se elas foram atingidas, ou seja, se a ação está sendo eficaz. O e-mail marketing permite mensurar e avaliar os cliques, as inscrições e os cancelamentos de vendas; todos esses dados ajudam a definir os próximos passos das campanhas de marketing.

2. Pessoal

Quanto mais pessoal, melhor. Formule o texto do e-mail em um formato que possa ter vindo de um ser humano ao invés de uma instituição impessoal. As pessoas querem estabelecer relações com outras pessoas e não com as organizações.

Por exemplo, um restaurante pode incluir comentários sobre vinhos ou receitas como parte de um e-mail de comunicação regular. Assim, o restaurante estará compartilhando seus conhecimentos e enriquecendo o relacionamento com o cliente. Indicações, pareceres fundamentados, princípios ou posições com humor fazem seu negócio parecer mais amigável e humano.

Para que a mensagem fique ainda mais pessoal, segmente seu público. Os clientes esperam mensagens personalizadas que contenham temas sobre os quais demonstraram interesse anteriormente e a segmentação das mensagens permite enviar a mensagem certa para o cliente certo.

3. Relevante e sucinto

A maioria dos clientes existentes e potenciais tem tempo e interesse para ler apenas o que está relacionado a eles. O assunto do e-mail deve ser claro e conciso e não usar truques ou armadilhas. Prometa apenas uma vantagem real ou um valor que você possa oferecer.

Os tipos de conteúdo que funcionam bem em e-mail marketing incluem:

  • ofertas especiais semanais, descontos e outras ofertas promocionais
  • convites para eventos e seminários
  • atualizações e informações sobre um produto
  • boletins

4. Enviado apenas àqueles que demonstraram interesse no seu conteúdo

Todos nós somos vítimas de mensagens de spam que enchem nossa caixa de e-mail. No entanto, este não é o caso do e-mail marketing. Quando uma marca elabora uma estratégia de e-mail marketing, ela deve se basear no marketing de permissão, ou seja, as mensagens são enviadas apenas para os clientes que já demonstraram interesse em receber seu conteúdo. Geralmente, esses clientes deixaram seu e-mail de contato no site da empresa.

A sua empresa usa e-mail marketing? Comente com a gente!

2 ComentáriosDeixe seu comentário

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *