Modelo de atribuição de conversão: você sabe o que é?

conversao

Os modelos de atribuição de conversão são parte essencial para direcionar sua estratégia de marketing… Mas, você sabe o que eles são? Confira neste post!

Realizar vendas online hoje em dia é um tipo de ciência: muita teoria, muita prática e ainda assim, muitas dúvidas. Nem toda estratégia dá certo, nem toda leitura de dados é convertida em um projeto de vendas eficaz. Afinal, como sair desse limbo? Talvez a resposta esteja nos modelos de atribuição de conversão.

O que são modelos de atribuição de conversão?

O ambiente digital é gigante, repleto de caminhos para que prospects se tornem leads e, então, clientes. Mas nem toda conversão é igual.

Da mesma forma que uma pessoa pode ver seu anúncio na timeline do Facebook, clicar e comprar; outras podem levar semanas para realizar essa mesma compra, passando por diversos pontos de conversão.

Os modelos de atribuição de conversão tratam justamente disso: mapear os principais pontos de conversão e entender, através de dados, quais deles mais impactaram positivamente.

A atribuição de conversão, no caso, vale para qualquer evento significativo na jornada de compra do cliente: o clique em um anúncio em rede social, o desconto enviado no e-mail, o formulário que ele preencheu requisitando receber a newsletter e etc.

Mas afinal, quais são esses modelos de atribuição de conversão?

Existem vários tipos de modelos de atribuição. No Google Analytics, é possível encontrá-los ao acessar “Conversões”, então “Atribuição” e “Ferramenta de comparação de modelos” no menu lateral esquerdo.

Cada modelo é construído com base em 4 fases: reconhecimento, consideração, intenção e decisão. Abaixo, detalhamos os principais, confira!

  • Modelo de Atribuição de Conversão “Last click”

Neste modelo, o crédito da conversão é dado apenas ao último ponto de contato que o cliente teve. Ou seja, seu último clique antes de acessar o site e comprar um produto.

Esse é o modelo de atribuição mais considerado pelo mercado.

  • Modelo de Atribuição de Conversão “Last Click Non-Direct”

Aqui, o acesso direto não é levado em consideração. Portanto, novamente, apenas o último ponto de contato ganha todo o crédito pela conversão.

  • Modelo de Atribuição de Conversão “First-Click”

Neste modelo, o primeiro ponto de contato é o único considerado, ignorando os restantes que levaram o cliente à compra. Portanto, a conversão é creditada a seu primeiro clique.

  • Modelo de Atribuição de Conversão “Time Decay”

Neste modelo, cabe ao analista decidir qual porcentagem de crédito é aplicada em cada canal. No entanto, os pontos de contato mais próximos da conversão são mais valorizados.

  • Modelo de Atribuição de Conversão “Position Based” (ou “Modelo U”)

O modelo baseado em posição possui uma lógica diferente: 40% do crédito da conversão é atribuído à primeira e última conversão. Os 20% restantes são divididos entre os canais intermediários.

  • Modelo de Atribuição de Conversão “Linear”

Mudando um pouco a lógica, neste modelo todos os pontos de contato possuem valor igual. Ou seja, 25% de crédito para cada.

Há ainda outros modelos importantes, como os personalizados (que o próprio analista pode criar usando o Google Analytics) e o data-driven, que é configurado conforme os dados recolhidos pelo Analytics (ou outra ferramenta).

Como os modelos de atribuição podem ser aplicados na estratégia de Marketing Digital?

De forma básica, os modelos servem para guiar a estratégia de marketing.

Sendo assim, sua aplicação é muito importante para quem busca obter o máximo de ROI de uma campanha, por exemplo.

Ao aplicar um dos modelos que mais se adeque à jornada de compras do seu cliente, você potencializa seus ganhos.

Encontrar o modelo de atribuição de conversão pode ser um pouco complicado, ainda mais para quem não possui a jornada do cliente mapeada (ou mesmo quem procura mudar a abordagem e realizar testes).

Mas uma vez que o modelo mais eficiente for encontrado, ele se torna uma bela ferramenta para direcionar os investimentos e ações de marketing digital.

Além disso, o modelo é excelente para que leituras de performance sejam realizadas, facilitando a identificação de possíveis mudanças no comportamento do consumidor.

Os modelos de atribuição de conversão são uma engrenagem muito importante para uma estratégia eficiente de marketing. Na sua empresa, quais modelos são utilizados? Tem certeza que são os melhores?

Se tiver dúvidas, já sabe: é só entrar em contato com nossa equipe de especialistas! Para continuar de olho em conteúdo e novidades no mundo do Marketing Digital, confira nosso blog!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *